Pular para o conteúdo principal

A importância do rodízio na hora de aplicar insulina

Aplicação de Insulina
Desde que foi decidido pelo médico o tratamento com insulina, você deve prestar muita atenção no tipo de insulina prescrita, nas doses recomendadas, não podendo o paciente mudar nem o tipo nem a dose, sem a devida orientação médica.
Nos últimos anos, houve grande progresso no desenvolvimento de sistemas de aplicação, desde as tradicionais seringas e agulhas, cada vez mais finas, o que tornou a aplicação de insulina mais confortável e quase indolor. As canetas de aplicação e as bombas de infusão foram desenvolvidas e aprimoradas.
Locais de aplicação
É importante alternar periodicamente o local de cada aplicação de insulina, fazendo rodízio, uma vez que, quando uma área é utilizada muitas vezes para injetar-se, pode haver problemas degenerativos locais, ate mesmo, prejudicando absorção e conseqüentemente prejudicando o bom controle do Diabetes . As áreas mais adequadas para a aplicação de insulina são:
  • Parede abdominal
  • Coxas
  • Nádegas
  • Braços
Assim, sendo uma área relativamente ampla, permite perfeita rotatividade quanto ao local de injeção.
Existem duas maneiras para realizar o rodízio de aplicação de insulina:
1- Utilizar uma região para cada aplicação diária, ou seja, caso faça três aplicações por dia, utilizar por exemplo, abdomem, coxas e braços.
2- Dividir as regiões em vários pontos “imaginários”, de forma que cada região tenha em média de 5 à 7 pontos com uma distância de 2 cm entre eles. Desta maneira, cada região poderá ser utilizada para várias aplicações consecutivas, de forma que após a utilização de todos os pontos de todas as regiões, a pele terá um maior tempo para restabelecer-se, diminuindo a probabilidade de problemas degenerativos locais.
Quem fizer uma aplicação diária de insulina poderá utilizar, por exemplo, a coxa direita por até 7 dias, e sucessivamente a coxa esquerda, braço direito, braço esquerdo, parede abdominal, nádegas. Desta maneira, quando retornar a aplicação na coxa direita já terão se passado em média 56 dias, ou seja, tempo suficiente para o “descanso” e restabelecimento da pele da região.
Esta técnica tem sido mais recomendada e aceita pelos profissionais, pois, diminui os casos de lipodistrofias e melhora significantiva na absorção da insulina.

Aplicação com Seringa
Primeiramente, deve-se fazer a escolha da agulha de aplicação.
Estão disponíveis no mercado brasileiro :
Seringas para aplicação de insulina com agulhas fixas (embutidas) de
  • 12,7 mm x 29 G
  • 2 8 mm x 31G.
Agulhas para canetas de aplicação de insulina de:
  • 12,7 mm x 29 G
  • 8 mm x 31 G
  • 6 mm x 30 G
  • 5 mm x 31 G
  • 4 mm x 32G.
Obs.: Os milímetros (mm) referem-se ao comprimento e o G refere-se ao diâmetro das agulhas, sendo que, quanto menor o número maior será o diâmetro da agulha. ( mais grossa)
É  comum perguntar-se :“ Qual o tamanho de agulha mais indicado para o meu caso? ”
Ao iniciar a insulinoterapia a orientação quanto ao tamanho da agulha era baseado de acordo com o IMC ( índice de massa corpórea ) da pessoa.
Posteriormente, verificou-se que o tipo físico de cada paciente era um fator importante nessa tomada de decisão; pois muitos apresentavam sobrepeso ou tinham o tecido adiposo ( gordura ) localizado em alguma parte do corpo, por exemplo: região abdominal e se o mesmo tamanho de agulha indicada para esse caso de 12,7 mm fosse utilizada na aplicação na coxa com pouco tecido adiposo poderia atingir o músculo e aumentar o risco de hipoglicemia.
Assim sendo, passou-se a indicar o tamanho da agulha após avaliação das regiões indicas para a aplicação de insulina e preconizando um tamanho adequado para cada região.
O conceito de que pessoas magras devem usar agulha mais curta, enquanto que pessoas com sobrepeso ou obesas devem usar agulha mais longa, começou a ser mudado após pesquisa cientifica apresentada no Congresso da Associação Americana de Diabetes ( ADA ), em 2010.
Sabe-se que, deve-se aplicar insulina no tecido subcutâneo (camada abaixo da pele).
A pesquisa demonstrou que a espessura da pele não ultrapassa a 3,2 mm e que a absorção da insulina não foi alterada quando aplicada com agulha de 4 mm quer em pessoas magras, com sobrepeso ou obesas. Obteve-se o mesmo controle glicêmico, comparado com pessoas que mantiveram a aplicação de insulina com o uso de agulhas tradicionais.
Esta conclusão permitiu o lançamento no mercado internacional de agulhas de 4 mmm para utilização no sistema de aplicação – caneta de insulina ( Pen )-, indicada para todas as pessoas
Acredita-se que com mais esse avanço na aplicação de insulina, por ser mais confortável, praticamente indolor , levará a uma maior e melhor adesão dos diabéticos ao tratamento com insulina.
Fazer ou não a prega cutânea?
A maioria dos textos sobre técnicas de aplicação de insulina refere-se a prática de fazer-se a prega cutânea. Atualmente, com a disponibilidade de agulhas menores ( 4, 5, 6 e 8 mm ) a recomendação quanto a fazer ou não a prega cutânea passou a ser questão de escolha, sendo que, ela é dispensável. Para o caso de uso de agulha tradicional de 12,7 mm, recomenda-se fazer a prega cutânea.
Procedimentos adequados para a devida aplicação de insulina:
  • Lave bem as mãos e o local de aplicação com um algodão embebido com álcool.
  • Verifique se a seringa é correta, pois há seringas que são graduadas de 1 em 1 unidade e há aquelas de 2 em 2 unidades.
  • Retire a insulina da geladeira para atingir a temperatura ambiente.
  • Se usar insulina de ação intermediaria de aspecto leitoso ( NPH ou Pré-mistura) , agite suavemente o frasco ate que o liquido fique homogêneo.
  • Introduza uma quantidade de ar na seringa, que corresponda à dose de insulina a ser aplicada, e injete lentamente dentro do frasco, mantendo-o na posição vertical, diante dos olhos.
  • Vire o frasco de cabeça para baixo, bata na seringa com os dedos, suavemente, para retirar as bolhas de ar.
  • Injete o excesso de insulina do frasco e retire a agulha.
  • Faça ou não a prega cutânea e introduza a agulha em ângulo de 90 graus no tecido subcutâneo. Em crianças e pessoas magras, introduza a agulha com um ângulo de 45 graus. A prega deve ser solta antes da aplicação.
  • Injete a insulina lentamente, retire a agulha suavemente e passe o algodão embebido com álcool sobre o local.
  • Jogue a seringa descartável fora, tomando o cuidado de recolocar a tampa na agulha.
Aplicação com Canetas
A opção mais segura, pratica e confortável para aplicar-se insulina esta disponível através das canetas de aplicação.
O refil das canetas, após iniciado o seu uso, pode (deve) ser mantido em temperatura ambiente.
As agulhas utilizadas nas canetas são também bastante finas e pequenas.
Também existem atualmente as canetas de aplicação já prontas para o uso, o paciente não precisa trocar o refil, uma vez que elas já vêm prontas para a utilização.


Aplicação com Bomba de Infusão
A bomba de infusão de insulina é um aparelho pequeno, do tamanho de um Pager, ligado ao corpo por um cateter com agulha flexível na ponta. A agulha é inserida na região subcutânea do abdômen ou da coxa e deve ser substituída, a cada dois ou três dias, para evitar obstruções.
Não é uma bomba inteligente, isto é, ela não mede a glicemia ou indica a quantidade de insulina a ser administrada. A dosagem da glicemia permanece sendo realizada através do glicosimetro e não pela bomba. O funcionamento é simples, liberando quantidade de insulina basal, programada pelo medico, 24 horas por dia, tenta imitar o funcionamento do pâncreas de uma pessoa normal. No entanto, a cada refeição é preciso calcular a quantidade de carboidratos que será ingerida e programar o aparelho para lançar quantidade de insulina de ação rápida ou ultra-rápida ( análogo ) no organismo.
Candidato ideal para usar a bomba de insulina é o diabético que :
  • Consegue medir a glicemia capilar, no mínimo 4 vezes ao dia. Na fase de ajuste de doses de insulina a serem usadas na bomba, passe a medir a glicemia no mínimo 6 vezes por dia.
  • Segue as recomendações medicas e mantém contato com a equipe responsável pela bomba, seguindo a dieta recomendada..
  • Tem condições financeiras para arcar com os custos.
  • Está disposto a usar o aparelho 24 horas por dia junto ao corpo.
  • Manter a pratica da atividade física.
Vantagens do uso da bomba:
  • Maior flexibilidade no horário das refeições
  • Reduz o risco de hipoglicemias, e a longo prazo as complicações decorrentes do diabetes., assumindo o uso da bomba de maneira adequada.
  • Melhora o controle glicêmico e níveis da Hemoglobina glicada.
  • Melhor controle do chamado fenômeno do amanhecer, responsável pela elevação da glicemia entre as 4 e 8 horas da manha, que causa hiperglicemia, se o diabético não tiver calculado a dose de insulina na noite anterior, ou não se levantar de madrugada para administrá-la. Com o uso da bomba, esse problema será resolvido.
                                       
FONTE: http://www.anad.org.br/institucional/aplicacao.asp


Olha o que aconteceu com um homem que aplicou insulina durante 30 anos no mesmo local,essa notícia percorreu vários sites,a matéria completa no link abaixo:
http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/02/homem-fica-com-barriga-deformada-apos-injetar-insulina-no-mesmo-lugar.html
Não sei se é possível a pele ficar assim tão deformada,pode ser sensacionalismo,mas confesso que a imagem me deixou assustada...
Por isso a importância na hora de fazer rodízio nas aplicações de insulina.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Receita caseira de sorvete diet

Oi pessoal!
Eu faço contagem de carboidratos mas sempre que posso eu mesma faço minhas receitinhas em casa na versão diet.
Procurando aqui na net achei essa receita de sorvete,primeiro fiz na versão original,ficou uma delícia todos aqui em casa aprovaram,depois fiz na versão diet,substituí o açúcar por adoçante em pó Tal & Qual.
O leite condensado eu mesma fiz na versão diet.
Segue a receita do leite condensado diet e depois do sorvete!
Dicas:A receita é de sorvete de morango,mas já fiz de chocolate, basta substituir por achocolatado diet 2 colheres de sopa,conheço o da marca Gold,para sabor creme basta adicionar 1 colher de chá de essência de baunilha e por aí vai!









Receita do leite condensado diet:Ingredientes:
1 xícara de chá(200ml) de leite em pó desnatado;¼ de xícara de chá de água fervente;½ xícara de chá de adoçante em pó;1 colher de sopa de margarina light.Modo de preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador até formar uma pasta homogênea;
Após esfriar o leite condensado di…

Sintomas de hipoglicemia-Convulsão

Já tive várias crises de hipo,com desmaio,convulsão,espasmos,gritos,choro,o corpo paralisar,dormir em casa e acordar no pronto socorro toda furada sem lembrar de nada do que tinha acontecido,mas uma vez em especial assustou meu marido,ele achou que eu iria morrer,isso deve ter acontecido há mais de 3 anos,mas vou falar como foi.
Eu lembro que tinha andado muito no dia,estava tendo festa de Santo Antonio no Centro daqui de Ouro Branco,na época morava num bairro mais ou menos próximo,caminhada de meia hora,para ir e mais meia hora para voltar,"queimou" bastante glicose com essa caminhada,na festa comemos cachorro quente e chegando em casa,lembro que não tive o cuidado de comer alguma coisa antes de dormir e também não tinha o costume de medir a glicemia.
De madrugada,como de costume,meu marido passou a mão em minha barriga e viu que eu estava suando frio,correu até a cozinha e tentou me dar para beber leite com açúcar mas não consegui beber,ele ligou para minha sogra para me le…

Receita de bolo de caneca diet

Procurando aqui na net uma receita de bolo diet fácil achei essa aqui no blog Diabetes & Deleites ,bolo de caneca diet,achei super fácil e rápido de fazer,para dar certo é só seguir a receita a risca.

Bolo de caneca diet:

Ingredientes:

Bolo:

1 ovo4 colheres de sopa leite desnatado3 colheres de sopa óleo2 colheres de sopa chocolate em pó diet3 colheres de sopa adoçante em pó para forno e fogão4 colheres de sopa farinha de trigo com fermento1 colher de café de fermento em pó
Calda:
2 colheres de leite desnatado1 colher de chá de manteiga1 colher de adoçante em pó3 colheres de sopa de chocolate em pó diet
Preparo:

Bolo:

Coloque em uma caneca o ovo e bata com um garfo, até ficar homogêneo. Junte o leite, o chocolate, o óleo, e o adoçante e bata mais, até ficar homogeneo. Acrescente a farinha com o fermento e mexa delicadamente para incorporar.Leve por 2 minutos e 30 segundos no microondas na potencia máxima.Se não assar coloque mais 30 segundos, depende da potência do microondas.Pode s…